Música ao Pôr do Sol – São Leopoldo | Entrada Franca

Música ao vivo + food trucks + cerveja artesanal + empreendimentos criativos + esportes + espaços públicos

A receita do MAPS é daquelas fáceis de fazer e que não tem erro: é sucesso garantido! A parada criativa, que já teve duas edições realizadas em Porto Alegre, agora pega a estrada para continuar garantindo uma programação cultural com entrada franca, movimentando a economia local fomentada e trazendo bem estar para a comunidade! São Leopoldo já tem data marcada para receber esta festa. Dia 18 de fevereiro o vale vai tremer com muita música, rangos delícia e aquela brisa que todos amamos!

Confere a programação completa do evento:

Música Ao Pôr Do Sol em São Leopoldo | Entrada Franca
Das 13h às 20h no Parque da Imperatriz Leopoldina | Av. Imperatriz Leopoldina, 900

13h | Discotagem Camila Kehl da Rádio Unisinos Fm
14h | Grupo Aquarela
14h45 | Cactus flor
15h30 | Naddo entre gigantes
16h15 | Jogo Sujo
17h | Julio Reny
17h45 | Eduardo Branca
18h30 | Madame Bogardan
19h15 | Identidade

Foodtrucks:
Será o Benedito?
Versão Brasileira

Cerveja Artesanal:
Baita Bier

Feirinha Criativa e Solidária

Conheça as bandas confirmadas:

Grupo Aquarela

Música, teatro, brincadeiras, bagunça, imaginação, infância! O segundo espetáculo produzido pelo Grupo Aquarela contém a leveza e a ingenuidade da infância como pano de fundo. Um show musical com influências teatrais, brincadeiras e participação do público: divertido e, ao mesmo tempo, tocante. As canções autorais expressam valores como a solidariedade, a coragem e a amizade e estimulam a experimentar a vida com a simplicidade e a alegria típicas das crianças. O show conta ainda com cenário e figurinos coloridos, brinquedos espalhados pelo palco que se transformam em instrumentos musicais, e desenhos animados projetados em um telão mágico.
http://www.grupoaquarela.com/
https://www.facebook.com/pg/grupoaquarela1

Cactus Flor

Formada há um ano e meio, com os integrantes Geison Lovatto (Guitarra e vocal), Cristiano Salino (Guitarra e back vocal), Thiago Selliach (Baixo e back vocal) e Maico Pinheiro (Bateria) a banda Cactus Flor teve seu embrião gerado em rodas de violão de fim de semana na casa de amigos desde a adolescência. Ali foram definidas as fundações da banda, tais como a maneira ácida e marcante de escrever as composições que trazem temas que estão presentes no dia a dia das pessoas como o amor em Bar Vagabundo. A banda traz diversas influências que variam entre várias vertentes do rock, nacional e internacional, tais como o blues, o rock dos anos 70, grunge e o rock gaúcho. Tais influências também moldam o estilo da banda no palco buscando o máximo para agitar o público com grandes performances.
https://www.facebook.com/pg/cactusflorbanda

Naddo Entre Gigantes

Para conhecer a banda Naddo entre Gigantes temos de mencionar Naddo Pontes – O Gigante, que tem seu imenso carisma e expressão distribuídos em seus 1m 15cm de altura. Naddo assina as composições da banda, e lidera a cantoria dos Gigantes. Casado há 10 anos com Cíntia Rodrigues, vocal e backing da banda, a dupla emociona o público nos shows – “La negra” – como carinhosamente é chamada assina com sua voz ímpar duas canções do álbum. Marcelo Marinoni, guitarrista e intérprete de uma das canções fecha a tríade vocal que encanta e surpreende. Rodrigo Ruivo e Marcelo Masina somam seus talentos e assinam a “cozinha” gigante da banda. Em 2015 Naddo Pontes é indicado na maior premiação do Rio Grande do Sul – o Prêmio Açorianos de Música, na categoria «Compositor Gênero POP».
http://www.naddoentregigantes.com/
https://www.facebook.com/pg/naddoentregigantes

Jogo Sujo

Formada na cidade de Santa Maria no início de 2007, com um único objetivo: fazer rock and roll. Os caras já acumulam centenas de shows desde sua formação, incluindo participação no Festival Macondo Circus (2008) e destaques na mídia. Em 2011 lançaram seu primeiro EP que incluiam as faixas “Gata, venha me incendiar” e “Aqui só toca rock and roll”. Em 2016 a banda se prepara para lançar seu primeiro álbum uma parceria com o hub criativo Marquise 51, que conta com a produção musical de Lucas Hanke.
https://www.facebook.com/jogosujorock

Julio Reny

Considerado um precursor do rock gaúcho, Julio Reny vem marcando a cena sulista com sua poesia e estilo particular de composição, desde o clássico underground \”Último Verão\” de 1983. No decorrer daquela década, sua banda Expresso Oriente foi um verdadeiro celeiro de músicos por onde passaram, entre outros, Frank Jorge, Edu K e Jimi Joe. No final dos anos 90, o compositor reapareceu sob a capa de country man com os Cowboys Espirituais, e ao lado de Márcio Petracco (ex-TNT) estouraram o hit \”Jovem Cowboy\” nas rádios do sul e sudeste do país. Além de desenvolver trabalhos paralelos à sua carreira solo, em 2016 Julio Reny mostra toda a sua veia de compositor rebelde e outsider no DVD Julio Reny & Os Irish Boys, lançados pelo selo Marquise 51.
https://www.facebook.com/pg/AmoreMorte

Eduardo Branca

Eduardo Branca é músico, compositor, multi-instrumentista, produtor cultural e musical. Nascido em Porto Alegre, Rio Grande do Sul , é uma figura proeminente da cena musical e cultural de sua cidade, tendo atuado também em países como Argentina, Espanha e Uruguai. Fundador das bandas Pupilas Dilatadas e M-16 que ficaram na história do Rock e da Black Soul Music na década 80/90 em Porto Alegre-Rio Grande do Sul, Brasil. Rico de cultura e de histórias pra contar, o cara é um dos músicos que relatou vivencias no livro “Gauleses Irredutíveis, causos e atitudes do Rock Gaucho”. Atualmente Branca está produzindo e gravando sua discografia paralelamente à Tour Eduardo Branca_ Patente Universal onde Branca tem feito seu Rock and Roll tremer o público que prestigia sua carreira.
http://www.eduardobranca.com/
https://www.facebook.com/eduardobranca5


.

Madame Bogardan

A banda Madame Bogardan nasceu lá nas margens da Barra do Ribeiro, uma pequena cidade rodeada por uma lagoa ao sul do sul do Brasil. Foi da mente criativa do cantor e guitarrista, Beto Silva, que saíram as primeiras faíscas de canções que já retratavam amores, cotidianos e contradições. A banda passou por grandes transformações, caiu na estrada e cresceu musicalmente. Este emaranhado de causos criou o que é a Madame, uma banda contadora de histórias. Em 2017 os caras se preparam para lançar seu primeiro CD, homônio à banda, gravado na Marquise 51 Records. O álbum de estreia traz relatos selvagens em forma de canções, um diferencial deste trabalho. Músicas que flertam com o clássico pop rock já executado pela banda e ganham camadas de drama, comédia e mistério chegam recheadas de personagens fantásticos.
https://www.facebook.com/madamebogardan

Identidade

Já são 18 anos de celebração da juventude, vivida em afinação aberta e com gosto de rum. Em 2016, a Identidade continua na ativa acumulando milhares de shows, muitos quilômetros de estrada percorridos, quatro discos gravados, um público fiel e shows por todo o Brasil e América Latina. Mas, como diziam os Rolling Stones, o tempo está do lado deles, e muitas décadas de rock and roll ainda estão por vir. Atualmente a banda está em estúdio preparando o seu quinto disco, um trabalho com o DNA dance rock já tradicional, mas mergulhado em uma pesquisa profunda dos sonidos latinoamericanos.
https://www.facebook.com/identidaderock


Realização: Marquise 51
Apoio: Prefeitura de São Leopoldo | Madrecita | CH Amber – Iluminação Artística
Promoção: Rádio Unisinos FM

Sua opinião

Comentários